Fazenda Vassoural

LOCAL DA FESTA

Fazenda Vassoural

LOCAL DA CERIMÔNIA

Viver o momento e respeitar o tempo

Nós vivemos em um mundo muito louco. Sempre dizemos que o nosso trabalho é filho da internet. Nosso vídeo (curto, dinâmico e com doses cavalares de conteúdo impactante – seja ele emoção, surpresa, diversão, etc.) nasceu da necessidade de compactar e compartilhar a alegria do casamento com o mundo.

E essa necessidade anda sempre de mãos dadas com a ansiedade. Não raras vezes, a gente abraça o casal ao fim da festa e escuta: “mal posso esperar para ver o vídeo”. É uma reação natural, afinal de contas, ver a foto e o vídeo é a continuação e, ao mesmo tempo, o último elo dos noivos com o casamento. A ansiedade em rever é o desejo de poder mergulhar de novo naquele momento que passou num piscar de olhos.

E isso, muitas vezes, resulta em e-mails já na semana seguinte: “vocês tem um previsão para nos passar?”, “quando vamos poder ver?”, “estamos ansiosos!”.

Nós também ficamos ansiosos, penso até que, muitas vezes, mais do que o próprio casal. Mais do que simplesmente editar e entregar, nossa missão é a de revisitar e fazer com que todos consigam reviver aquele dia. E isso não é fácil. Apesar de haver um contrato e um prazo seguro para a entrega, a ansiedade sempre vem como desculpa na forma de e-mail, e ninguém tem a menor noção do que é esta pressão.

E, se nós estamos falando isso, é porque queremos reclamar das pessoas ansiosas?

De forma alguma! Como acabei de dizer, somos nós os mais ansiosos.

Mas esta situação louca nos fez parar para pensar que talvez a ansiedade esteja fazendo com que todos nós atropelemos os momentos mais importantes por estarmos com a cabeça já no próximo momento. E que nisso, nós deixamos de curtir outras tantas coisas mais importantes.

Por isso, hoje, nós viemos com este textão para apresentar para vocês um trailer maturado durante 9 meses. Sim, os noivos até hoje não viram nada do casamento. A gente sim voltou do casamento empolgado, decupou e montou o trailer bonitinho no prazo, mas faltava algo naquele vídeo, e a única coisa que poderia nos dar o que estava faltando era o tempo.

Perguntamos à Carol e ao Luiz se eles poderiam viver os próximos meses e compartilhar um pouquinho deles com a gente, e só então nós terminaríamos aquele vídeo. Uma proposta louca, e eles tinham todo o direito do mundo de recusar, afinal de contas, em 4 meses ainda não tinham recebido o vídeo. Mas não só toparam como nos presentearam com algo maravilhoso, que depois de muito tempo acostumados a lidar com a emoção aqui nos emocionou em um nível estratosférico ao assistir tudo pela primeira vez.

Carol e Luiz, quando nos encontramos no sofázinho do escritório pela primeira vez, não sei se vocês lembram, mas combinamos que o casamento de vocês seria extremamente especial, e teria uma história incrível para ser contada. Logo depois, veio o pedido de casamento e nós não pudemos estar juntos. Achamos que talvez ali tudo tivesse se perdido. E logo depois, quando o casamento foi antecipado, tínhamos certeza de que o mundo tinha ficado contra nós e nem daria mais tempo de fazer algo à altura do que havíamos prometido. A chuva na semana do casamento também tentou fazer com que todos nós ficássemos desanimados, mas nada apagou o brilho de vocês. Pelo contrário, a cada nova mudança de rumo, nos sentíamos mais queridos, mais acolhidos e envolvidos. Viver o dia anterior no momento mais íntimo da sua família, com a pizza sagrada, encheu o nosso coração de alegria, e aquele dia chuvoso não poderia ter sido mais radiante.

Hoje, quase 9 meses depois, queremos apresentar para vocês um filme feito a 8 mãos.

Obrigado por embarcarem nessa com a gente. Por viverem o momento tão intensamente e respeitarem o tempo de todos nós.

E que todos nós possamos aprender a viver o momento como vocês.

Espalhe amor por aí

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Alguns frames
do casamento

Nossos Parceiros

Ficha Técnica

queremos contar a sua história também

Vem conversar com a gente!

Scroll to Top