As pessoas costumam chamar um dia de suas vidas de “dia do casamento” mas, na realidade, o casamento não é um dia, muito menos uma festa.

Casamento é uma construção, feita dia após dia. Ela começa muito antes de uma das partes perguntar “quer casar comigo?” e se estende por toda a vida.

A gente se casa aos pouquinhos. Não, necessariamente, a partir do momento em que se fica junto pela primeira vez, mas a partir do momento em que, de repente, ou não tão de repente assim, você percebe que é ao lado daquela pessoa que quer passar seus dias. E, então, vem dentro do peito uma vontade louca de celebrar essa descoberta ao lado das pessoas que você mais ama.

Nossos casais nos ensinaram isso. E, a cada novo fim de semana, a gente aprende um pouco mais. E esse aprendizado nos fez, muitas vezes, repensar o nosso trabalho aqui na Brigadeiro e o papel que o vídeo de casamento tem nas vidas das pessoas.

Se um casamento não é um único dia na vida, não é justo que o filme se limite a registrar um making-of, uma cerimônia e uma balada, e que ele tente aprisionar as sensações de um momento tão importante da vida no meio de um monte de efeitos da moda que vão bombar nas redes sociais no dia seguinte, para logo após cairem no esquecimento.

Ao mesmo tempo, é totalmente impossível que a gente consiga, em 10 minutos, contar toda a história de uma vida, e incluir em um filme cada mínimo passo dado no caminho que levou àquele dia. Por mais que possamos apelar para as metáforas e toda a poesia que os recursos permitem, a vida é sempre muito maior que isso.

O que nós, Nínive e Fernando, buscamos, então, não é contar uma história nem registrar lembranças, mas mostrar o porquê. Por que casar? Por que estar junto? Por que esta festa? Este dia? Estas pessoas? Esta música? Estas flores? Por que trocamos estes votos, com estas palavras? Por que fazer tudo isso?

Nosso trabalho é mostrar os porquês das pessoas.

E por que nós optamos por fazer um trabalho assim, quando a maior parte das pessoas quer comprar um vídeo cujo objetivo é convencer todos os usuários do Facebook do planeta de que o seu casamento foi o melhor casamento do ano (o que gera um total de 52 casamentos do ano por ano)?

Nós acreditamos que, quando todos os likes e compartilhamentos sumirem das suas notificações; quando não houver mais um post automático que te lembre de uma data especial; quando todos os efeitos que fazem a festa parecer a mais bombada da galáxia saírem da moda, a coisa mais importante a falar no coração ainda será o porquê.

Queremos que o nosso trabalho seja, antes de qualquer outra coisa, o baú mágico que protege a sua razão de estar dando um passo tão importante, usando as palavras, os sons, as imagens e até mesmo os efeitos (por que não?). Queremos que o nosso filme seja o melhor lembrete do sentido que um dá à vida do outro. Queremos que, se existir, a qualquer momento, qualquer dúvida em relação aos motivos pelos quais vocês decidiram estar juntos, exista um porto-seguro ao qual recorrer para retomar a certeza que tinham quando se casaram.

E não medimos esforços para isso.

E que bom encontrar pessoas que acreditam nisso tanto quanto nós.

Pessoas que deixam de lado seus preconceitos e seus medos, que se abrem e nos deixam enxergar dentro dos seus corações. Que mostram a completos estranhos aquilo que muitas vezes nem sequer mostraram aos mais próximos. Que topam tudo, mesmo que, às vezes, sejam coisas demais, para que nós possamos fazer o nosso melhor juntos, e que nos permitem contar os seus porquês.

Pessoas assim são o nosso porquê de deixar nossas casas a cada novo fim de semana e sermos felizes trabalhando.

Ontem foi um dia muito especial para nós: pela primeira vez, fomos entregar um trailer pessoalmente a um casal. E ficamos por horas conversando sobre o quanto as pessoas acreditam que ser moderno e desapegado tem a ver com não se importar com nada, e o quanto as pessoas por aí acreditam que postar no Instagram é mais importante do que entender aquilo que está acontecendo bem diante de seus próprios olhos. Na verdade, a evolução e o real desapego acontecem quando a gente tira o foco das aparências e entende o valor de cada coisa.

Que bom, no meio de um mundo tão turbulento e cada vez mais raso, encontrar pessoas que desafiam os “novos padrões” e que ousam viver questionando o que se passa em volta.

Não é todos os dias que a gente acorda acreditando na humanidade, mas ter pessoas como vocês nas nossas vidas nos faz acreditar um pouquinho mais a cada sábado.

Este texto é do nosso coração para vocês, Carla e Luiz, mas também para cada um dos nossos noivos maravilhosos que dão sentido às nossas vidas.

Obrigado. <3

Espalhe amor por aí

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Alguns frames
do casamento

queremos contar a sua história também

Vem conversar com a gente!

Scroll to Top